top of page
  • Lucas Resende Toso

Demos de jogos brasileiros pra testar no Steam Next Fest

Atualizado: 21 de jun. de 2023

As demos ficam disponíveis pra baixar até 26 de junho


Festival de demos chegou e com ela vem a lista de jogos brasileiros pra gente testar. Só vale descrições ruins de cada jogo, mas juro que elas têm um pouco a ver com a realidade, então assistam aos trailers pra complementar a experiência antes de baixar as demos.


O Steam Next Fest vai do dia 19 ao dia 26 de junho.


Urbano - Legend's Debut (barosa)

Dançar rítmicos quentes, comer comidas estranhas, caçar lendas urbanas e participar de muitos romances otakus. Urbano tá aí pra tudo isso.

Frogue (Thiago Oliveira)

O spinoff de Chrono Trigger com o Frog pulando em parede e matando geral que a gente sempre quis. Ah, e por turnos né, afinal é um jogo do Thiago.

Nowhere Manor (Monaramis e Time Galleon)

Problemas existenciais adolescentes, mas num ciborgue explorado por um sistema bizarro que corrompe almas e tudo mais. E uma arte foda, bem foda.

Astro Pig (Garoa Studios)

Baby o porquinho atrapalhado, só que perdido no espaço e com puzzles envolvendo física e gravidade.

Fourspell Survivors (Supernova Games)

O caos de Vampire Survivors, só que com um time (e sem vampiros), mas no fim a gente sabe que só uma pessoa vai fazer o trabalho sujo.

Doug's Nightmare (Undev Games)

Banana split contra o secto ocultista, porque o pior inimigo do demônio e das criaturas monstruosas são as fibras de um bom café da manhã.

Cyberwar: Neon City (Cyber Monkey Studios)

Derrote macacos ciborgues pra mostrar que o maior vírus de um mundo cyberpunk é na verdade um protagonista com uma metralhadora.

Robotherapy (Lucas Molina)

Mesmo depois da inteligência artificial dominar tudo a gente ainda vai precisar fazer terapia, não tem jeito.

Megabattle (Cavylabs, Leonardo Sousa, Gibran Bisio e MadCat Corp)

Pra quem gostou muito de Gigantes de Aço e agora quer fazer seu próprio boneco porradeiro pra participar de rinha de robô gigante. Só que sem o Wolverine, digo, Hugh Jackman.

Final Forge (OPS Game Studio)

Isso que dá quando anões resolvem sair das cavernas e minas. Vai ter que ralar pra defender seu martelão, Gimli.

Huni Kuin: Beya Xinã Bena (The Philosophical School of Games)

Plataforma cheio de puzzles com narrativ...como assim não é sobre vikings? Ou samurais? Pois é, felizmente esse é um jogo feito em parceria com as comunidades Huni Kuin, então toma historias diferentes pro seu back log pra variar.


Dimensional Animais (Marcos Game Dev)

Animais fofinhos pulando de dimensão em dimensão em busca do item mais sagrado de todo o multiverso: a bolinha do cachorro.

Gaucho and the Grasslands (Epopeia Games)

Fazendinha, cuidar de bichinhos, plantar coisinhas, trombar espíritos mitológicos...só que tudo isso tomando um bom chimas, tchê.

(Dis)assemble (Dragon Fruit Studio)

Todo mundo sabe que a melhor parte de montar as coisas é poder desmontar depois. Isso também vale pros jojinhos digitais, poxa.

Mini Knight's Journey (Prismacore Dream)

Dois gêmeos do barulho contra atacam. Porque o melhor jeito de lidar com bullies é descendo-lhes a porrada com uma armadura completa de cavaleiro medieval.


Astrea: Six-Sided Oracles (Little Leo Games)

Se deckbuilders já costumam ser complexos, imagina um que faz isso com dados de seis faces e um sistema de corrupção. Mas a arte é linda, tá?

Pocket Bravery (Statera Studios)

Porque agora além de apanhar em Street Fighter 6, Tekken 8 e Mortal Kombat 1 você também pode apanhar com uma pixel art estilosa e animações lisinhas.

Wish us Luck (Black Moluska)

Como se as decisões da vida não bastassem, você pode tentar fazer escolhas mega difíceis de três personagens e suas historias conectadas, tranquilo pô. Desejo sorte mesmo.

Goldilock One: Boss Arena (Shed of Ideas)

Golem de gelo, machadão, golpe giratório...podia ser até um x1 na top lane do League of Legends, mas é a demo de Goldilock One pra vc apanhar de um boss.

The Legend of Capa Negra (South Wizards)

Parece uma referência a Zorro com esse nome estiloso, mas é um souslike sombrio medieval com elementos de RPG. E você precisa matar o Rei, regicídio é sempre correto.

4 the Elements (Mito Games)

Tem uma ariranha, a gente ama ariranhas! Todo o resto é uma delícia também, obviamente!
676 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page