top of page
  • Lucas Resende Toso

RPGs de Ação pra ficar de olho em 2024

Atualizado: 10 de jan.

Soulslike com capoeira, Deus-Ex brasileiro, Zeldinha num carro, Metroidvania de pirata e por aí vai



Pra quem gosta duma ação, mas também tem perícia em estudar árvore de habilidade; que curte mergulhar numa história densa, mas não pode ver uma missão opcional que já vai lá conferir.


Depois dos jogos de carteado e jogos de tirinho, hoje é dia de conferir os RPGs de Ação brasileiros pra ficar de olho.



Se você recentemente viu os vídeos que viralizaram sobre "um soulslike com capoeira", saiba que ele é, de fato, brasileiro. Deathbound se passa num mundo medieval sombrio e brutal, esquecido entre o fanatismo religioso e a ciência.


Mas o jogo não é só capoeira. Deathbound tem um sistema de combate em que você pode absorver a essência dos inimigos pra criar seu próprio estilo de luta, alternando porradinha franca com poderes, armas e encantamentos. O jogo ainda permite que você crie equipes com essas essências, podendo alternar entre os heróis e estilos durante o jogo.



Um dos queridinhos aqui do Controles, Roadout finalmente vai sair completinho pra gente explorar. O jogo mistura exploração de masmorras e combates no estilo dos Zeldinhas antigos com trechos de corrida e luta de carros a la Rock n Roll Racing.


Tudo isso dentro de um universo cyberpunk desértico estilo Mad Max, com facções rivais que dominam os desertos e vão complicar sua viagem, além de um mundo pulsante e vivo, que não só reage às escolhas do jogador, como também acontece enquanto você joga.



Praticamente uma versão brasileira de Valheim, Lendas é um jogo de sobrevivência com aquela pitadinha gostosa de RPG de ação e muitas criaturas do místico nacional.


No jogo você precisa coletar materiais, criar itens e sobreviver em mundos gerados aleatoriamente enquanto caça criaturas fantásticas inspiradas pelo folclore brasileiro.



Ainda não temos muitas informações, mas é impossível não ficar de olho no novo projeto da Tiani e da Fernanda, desenvolvedoras de Unsighted.


Inspirado nos primeiros Zeldas 3D e em Megaman Legends, esse projeto sem nome transporta os visuais de Unsighted do pixel pro polígono e promete vários estilos de armas diferentes, o level design que a gente já sabe que elas mandam muito bem e estilo de sobra. Pode vir, "Kill La Kill encontra Unsighted encontra Nier encontra Zelda".


Vale muito a pena seguir a Tiani no Tik Tok pra acompanhar a evolução do jogo.



Depois do sucesso de Dandy Ace, a Mad Mimic embarcou em um novo projeto audacioso: um metroidvania soulslike de piratas. Pude testar o primeiro alpha do jogo e ali já tinha um combate gostosinho parecido com o de Death's Door.


Mark of the Deep conta uma história de pescador com ilhas amaldiçoadas, monstros abissais, muita pólvora e uma espada/anzol que te faz sentir o próprio Maui, de Moana, só que numa busca por sua tripulação perdida e não pelo coração da Mãe-Natureza.



Com um visual bem único e cartunizado, Kalia e o Cajado de Fogo traz uma mistura entre o estilão e jogabilidade dos jogos online com a linearidade de uma aventura solo.


Na pele de uma garota demônia que fugiu do inferno, você precisa explorar as profundezas de uma caverna com um cajado de fogo e um poder que precisa ser alimentado. Um jogo praticamente estratégico, uma vez que você precisa colocar fogo nas coisas pra se fortalecer, mas nem tanto a ponto de queimar tudo. Um baita projeto.



Endless Chase é literalmente uma viagem entre três universos diferentes - Steampunk, Cyberpunk e Nanopunk - e cinco propostas de combate - furtivo, hack n slash, survivor horror, bullet hell e ação/aventura.


Pra restaurar a ordem do multiverso, o jogador consegue viajar no tempo entre essas diferentes linhas narrativas pra conseguir novas habilidades e desbloquear novos lugares - praticamente numa estrutura metroidvania das ideia.



Com um universo vasto que vai do RPG aos quadrinhos aos livros e ao souslike, Goldilock One é um épico espacial multimídia que já apareceu, inclusive, em um episódio do Controles.


O jogo terá três personagens com árvores de habilidades e propostas diferentes, mas que podem se cruzar durante a narrativa desse mundo aberto cheio de conflito de classes, magia profunda e criaturas e narrativas que misturam o místico brasileiro com outras mitologias.


Goldilock One tem uma demo com um modo de jogo de combate contra chefe que fez fila nas últimas duas BGS e promete receber conteúdos gratuitos no futuro.



Pra quem foi rato de Tibia e Diablo, esse aqui é um presente de mão cheia. The Legend of Capa Negra é um RPG de ação que se passa em um mundo de fantasia sombria em que você faz parte da Rebelião contra o Rei vigente.


O jogo tem três classes diferentes com habilidades únicas e diversas armas e equipamentos, além de missões que envolvem trocas, exploração de masmorras e muita confabulação pra derrubar a monarquia.



Jogo de sobrevivência cooperativo pra até dois jogadores, mas com elementos estratégicos e de combate, então coloquei aqui nos RPGs de Ação.


Kingdom of Explorers tem dois momentos de gameplay: de dia é hora de explorar a ilha, coletar materiais e comida, expandir os terrenos e melhorar seus equipamentos; de noite chega a vez de enfrentar criaturas e chefes em ondas de inimigos que atacam a ilha escondida dos anões.

515 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page